Secretário diz que larvicida contra dengue estocado no Rio prejudica saúde humana

RIO DE JANEIRO - O secretário estadual de Saúde e Defesa Civil do Rio, Sérgio Côrtes, comemorou nesta quinta-feira o fato de o produto biológico cubano Bactivec, de combate à larva do mosquito da dengue, o Aedes aegypti, ter prazo de validade apenas até o fim deste mês.

Agência Brasil |

Em entrevista à Agência Brasil, ele confirmou notícia divulgada hoje de que existem estocados 1,5 milhão de frascos do larvicida no almoxarifado da secretaria, mas disse que a medida atende a determinação do Ministério da Saúde. Segundo ele, o produto não foi usado por ter sido considerado prejudicial à saúde humana.

Ainda bem que vence, porque o Ministério da Saúde deu um parecer de que aquele produto é altamente tóxico para quem usa. Então, felizmente, está vencendo [o prazo de validade] esse ´produto.

Côrtes participa neste momento da reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), na qual serão discutidas estratégias para o enfrentamento da dengue no Rio.

Leia também:

Leia mais sobre: dengue


    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG