Secretário de Serra deixa governo para pavimentar campanha tucana à Presidência

O secretário de Relações Institucionais do Estado de São Paulo, José Henrique Reis Lobo, irá se licenciar do cargo e do posto de presidente do diretório municipal do PSDB para se dedicar inteiramente à campanha tucana para Presidência da República. A saída de Lobo é interpretada dentro do PSDB como um prenúncio da decisão de Serra de disputar a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Marcelo Diego, iG São Paulo |

Desde a divulgação da pesquisa Datafolha, no domingo, mostrando queda na diferença de intenção de votos entre Serra e a pré-candidata petista, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), cresceu a pressão dentro do partido para que o governador paulista se posicione como candidato.

Lobo já vinha participando de reuniões de coordenação com a cúpula do partido, trabalhando proximamente ao presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE).

Lobo deverá fazer a ponte entre a campanha nacional e a estadual em São Paulo. Dentro do partido, cresce a expectativa de que haja um anúncio casado: Serra disputando a Presidência e Geraldo Alckmin lançando-se candidato a governador.

Alckmin foi vice na gestão Mario Covas, entre 1995 e 2001, e assumiu o governo após a morte do tucano. Foi reeleito em 2002 para mais quatro anos. Deixou o cargo em março de 2006 para se candidatar à Presidência, quando foi derrotado por Lula. Voltou à cena política como candidato à Prefeitura de São Paulo em 2008, mas não chegou ao segundo turno.

Agora, aparece como favorito para voltar ao Palácio dos Bandeirantes, segundo institutos de pesquisa.

Durante a gestão Alckmin, Lobo foi assessor especial do governo. Mantém boas relações também com o governador Serra.

Os tucanos temem que a disputa em São Paulo seja acirrada e que isso acabe revertendo-se em perda de votos para o candidato a presidente, principalmente se o PT montar uma dobradinha com o PSB.

Procurado, o secretário José Lobo não quis comentar as informações.

Leia mais sobre eleições 2010 .

    Leia tudo sobre: eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG