Secretaria de Saúde de SP proíbe venda de talco da Turma da Mônica

SÃO PAULO - A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo proibiu a comercialização de um lote de 14,6 mil unidades do talco cremoso da Turma da Mônica. A decisão foi publicada na sexta-feira, no Diário Oficial do Estado .

Agência Estado |

A medida é preventiva, segundo a secretaria, para evitar que haja riscos à saúde dos consumidores.

O motivo da interdição foi desvio de qualidade, pois constatou-se que o produto apresentava teor de PH inferior aos parâmetros aprovados para sua fabricação, sendo, portanto, mais ácido. O fabricante do talco, Lipson Cosméticos Ltda., foi notificado e é responsável pelo recolhimento do produto no mercado. O lote interditado é o de número 7.226.

Leia mais sobre: talco

    Leia tudo sobre: higiene

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG