Presidente da Agência Nacional de Águas defende nível de segurança no Cantareira

Por Vitor Sorano - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Posição do órgão vai "na mesma perspectiva" da decisão que obrigou manutenção de 10% do volume útil do reservatório

O diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo, disse ser favorável ao estabelecimento de um nível de segurança  mínimo a partir do qual não seja possível extrair mais água do sistema Cantareira.

Veja também:

- Justiça limita retirada de água do sistema Cantareira

- Veja situação atual dos reservatórios da Grande São Paulo

A Justiça Federal já havia estabelecido, em liminar (decisão provisória) divulgada nesta semana, que o Cantareira deve chegar ao fim de abril com no mínimo 10% de seu volume útil, descontados os volumes mortos (abaixo do nível mínimo de captação). Para tanto, determinou que a ANA e o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE)  estipulem semanalmente metas de restrição para permitir a recomposição dos níveis dos reservatórios.

Guilllo afirmou que ainda não foi comunicado oficialmente da decisão, mas que a interpretação da ANA vai "na mesma perspectiva do que foi divulgado". O diretor-geral da ANA não deixou claro, porém, se acredita que os 10% são o índice mínimo adequado.

Nesta sexta-feira (6), o sistema Cantareira operava com  -17,5% de seu volume útil, o que significa que em pouco menos de um mês o reservatório teria de ganhar 27,5 pontos percentuais. Na metodologia do governo, que leva em conta duas cotas de volume morto, o Cantariera teria de subir dos atuais 11,7% para 39,2%. A Sabesp diz que é impossível.

Vaca caminha pela Represa Jacareí, no dia 29 de janeiro: normalmente ali teria água. Foto: Futura PressSituação calamitosa da Represa Jacareí, parte do Sistema Cantareira, no dia 29 de janeiro. Foto: Futura PressCarro no meio na Atibainha devido ao baixo nível da represa: cenário desolador. Foto: Futura PressPedalinhos inutilizados na Represa Atibainha, parte do Cantareira, em janeiro. Foto: Futura PressRepresa Atibainha, em janeiro de 2015. Foto: Futura PressLixo surge na Represa de Atibainha, em janeiro. Foto: Futura PressEm protesto contra a falta de água, governador Geraldo Alckmin é ironizado por manifestantes (26/01/2015). Foto: AP PhotoEm São Paulo, moradores organizaram uma passeata contra a falta de água. Foto: AP PhotoMoradores protestam contra a falta de água em São Paulo (26/01/2015). Foto: AP PhotoProtesto 'Banho Coletivo na casa do Alckmin', na manhã desta segunda-feira (23), em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Futura PressFalta de água em São Paulo se agrava e motiva protestos . Foto: AP PhotoRepresa do Jaguari, na cidade de Vargem, em setembro; veja mais imagens da situação dos reservatórios do Sistema Cantareira. Foto: Luiz Augusto Daidone/Prefeitura de VargemRepresa do Jaguari, na cidade de Vargem, em foto de setembro. Foto: Luiz Augusto Daidone/Prefeitura de VargemRepresa do Jaguari, na cidade de Vargem, em foto de setembro. Foto: Luiz Augusto Daidone/Prefeitura de VargemObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura PressObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura PressObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura PressObras do Sistema Cantareira no segundo volume morto. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura Press Seca no reservatório do Rio Jacareí, em Joanópolis, São Paulo. Foto: Futura PressSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia StavisSistema Cantareira tem o menor nível em duas décadas. Foto: Patricia Stavis


Leia tudo sobre: crise hídricacrise da águavicente andreusabesp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas