Alckmin anunciou nesta sexta-feira (13) que Estado terá plano de contingência para enfrentar crise hídrica que afeta a região

Agência Brasil

O nível do Sistema Cantareira, principal manancial de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo, voltou a subir neste sábado (14) segundo informações da Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo (Sabesp). O Cantareira passou de 6,9% ontem para 7,1% na manhã de hoje, já contando duas cotas do volume morto.

Leia também:

Alckmin vai esperar até fim de março para oficializar rodízio de água em SP

Rodízio é próxima opção, mas não há decisão, diz secretário de Recursos Hídricos

Nesta sexta (13), o governador de São Paulo Geraldo Alckmin anunciou que o estado terá um plano de contingência para enfrentar a crise hídrica que afeta a região metropolitana da capital. O plano vai prever, por exemplo, como deve ser feito o abastecimento de instituições que não podem prescindir do fornecimento de água, como as escolas, os hospitais e penitenciárias.

A maior parte dos demais sistemas que abastecem a Grande São Paulo também tiveram alta neste sábado. O Alto Tietê subiu de 13,3% para 13,7%. O Rio Grande passou de 79,9% para 80,2% e o Rio Claro de 31,8% para 31,9%. Já o Alto Cotia registrou queda, passando de 34,3% para 34,2% e o Guarapiranga está operando com 55% de sua capacidade, queda em relação a ontem, quando o nível de água estava em 55,2%.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.