LOS ANGELES ¿ Sean Penn está pegando seu Oscar e vai para casa. O astro de Milk - A Voz da Igualdade desistiu de atuar em dois filmes de destaque: The Three Stooges (Os Três Patetas) e o thriller policial Cartel, tirando folga prolongada de Hollywood para poder se voltar a questões familiares. Fontes disseram que a ausência pode durar um ano.

Em maio Penn entrou com pedido judicial de revogação de seu pedido de separação legal de sua mulher, a atriz Robin Wright Penn. É a segunda vez que ele revoga os procedimentos legais de divórcio.

O dilema envolvendo "The Three Stooges" é potencialmente o mais sério. Os roteiristas e diretores Peter e Bobby Farrelly passaram quase dez anos tentando fazer o filme da MGM decolar, e em março eles tinham conseguido um grande trunfo ao definir o elenco principal: Sean Penn, Jim Carrey e Benicio del Toro.

Agora eles terão que decidir se aguardam o fim do recesso de Sean Penn ou se procuram outro ator para tomar seu lugar.

A previsão era que o filme começaria a ser rodado no final de agosto, e a MGM já definiu seu lançamento para 2010. Se o estúdio esperar, pode correr o risco de perder Carrey e Del Toro. Por outro lado, metade dos atores de Hollywood faria qualquer coisa para conseguir o papel.

Enquanto isso, a Universal e a produtora Image Entertainment pretendem seguir adiante com "Cartel" sem Penn, procurando outro ator para fazer seu papel.

O roteiro, que ainda está sendo escrito, trata de um homem que viaja para proteger seu filho depois de sua mulher ser assassinada por um cartel mexicano do narcotráfico. A direção é de Asger Leth. O filme não tem data definida para começar a ser produzido ou para estrear.

Sean Penn já tem dois filmes prontos para serem lançados: "The Tree of Life", de Terrence Malick, e "Fair Game", adaptação da autobiografia política de Valerie Plame dirigida por Doug Liman.

(Reportagem de Boris Kit)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.