Schwarzenegger comenta carreira e morte de Charlton Heston

LOS ANGELES, 7 ABR (ANSA) - O ator e atual governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, comentou a morte de seu colega de profissão e amigo Charlton Heston, falecido no último sábado aos 84 anos, em Beverly Hills. Ganhador do Oscar de 1959 pelo filme Ben Hur, Charlton deixa uma carreira lendária e muitas lembranças polêmicas, como uma das vozes ultraconservadoras de Hollywood.

Agência Ansa |

"Tive o privilégio de trabalhar com Charlton no filme 'True Lies' (1994) e foi um verdadeiro prazer conhecê-lo. Ele sempre se dedicou muito ao trabalho e amava sua família e seu país, com todo o coração", disse Schwarzenegger.

Desde 2002, o célebre ator sofria com os efeitos do mal de Alzheimer, que o acabou levando à morte neste fim de semana. "Minha mulher, Maria, e eu estamos profundamente sensibilizados pela notícia da morte de Charlton Heston. Durante sua lendária carreira, ele soube entreter milhões de pessoas no mundo inteiro. Os seus personagens vão viver para sempre", continuou Schwarzenegger.

Nas palavras do governador da Califórnia, "Charlton enfrentou a doença com a coragem e determinação que mostrou em toda sua vida". "Ele vai fazer falta a todos os seus inúmeros fãs, que o amaram e que se inspiraram em seu trabalho e interpretações. Os nossos sentimentos e preces vão para Lidya, sua devotada mulher, e para sua família", concluiu. (ANSA)

    Leia tudo sobre: cinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG