NOVA YORK ¿ Exibindo um forte sotaque do Brooklyn, a atriz Scarlett Johansson foi aclamada pelos críticos na segunda-feira, no dia seguinte à sua estreia na Broadway, numa montagem de Panorama Visto da Ponte, escrita na década de 1950 por Arthur Miller.

Nome já consagrado no cinema, a atriz nova-iorquina de 25 anos estrela o espetáculo ao lado do ator Liev Schreiber, no papel de Catherine, sobrinha de 17 anos de um estivador ítalo-americano.

Foi "uma encantadora estreia na Broadway (...), no que pode ser a mais inspirada escalação de elenco do cinema desta temporada", escreveu o USA Today. "A atuação de Johansson é uma revelação", concluiu a resenha.

A Variety disse que a atuação dela foi "notavelmente segura" ao equilibrar "com tocante dignidade" a sensualidade juvenil da personagem com sua emergente independência.

O The New York Times considerou que a atriz assumiu o papel "aparentemente sem esforço", e a comparou favoravelmente a outras atrizes do cinema que nos últimos anos fizeram incursões pelo teatro, como Julia Roberts e Katie Holmes, que estreou em outra peça de Miller, "Todos Eram Meus Filhos".

Poucos críticos apontaram defeitos. O The Hollywood Reporter cobrou mais projeção de voz e presença de palco, problemas comuns na transição de atores da tela de cinema para o teatro.

(Reportagem adicional de Sharon Reich)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.