O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), vai tentar aprovar ainda hoje o projeto de reestruturação administrativa do Senado Federal, que só na noite de ontem foi encaminhado ao gabinete dos senadores. O texto trata de cargos e funções de servidores efetivos e disciplina as atividades de cada um dos órgãos da Casa.

Assessores da Casa informam que o projeto original feito pela Fundação Getúlio Vargas, pelo valor de R$ 250 mil, e foi totalmente alterado por um outro projeto preparado pela Diretoria Geral, Primeira-Secretária, Presidência e Secretaria de Recursos Humanos do Senado. A proposta que Sarney vai tentar votar hoje tem 661 artigos. Na semana passada ele disse que a reforma administrativa só seria votada em 2010.

Sobre a reforma, a Comissão do Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle vai ouvir ainda hoje, em audiência pública, o primeiro-secretário da Casa, senador Heráclito Fortes e o diretor-geral Haroldo Tajra. A audiência já estava marcada por convocação do senado Renato Casagrande (PSB-ES), que preside a comissão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.