dentro dos estritos limites da Lei - Brasil - iG" /

Sarney quer PF dentro dos estritos limites da Lei

BRASÍLIA - O presidente do Congresso, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta segunda-feira que os excessos cometidos pela Polícia Federal (PF) criaram ¿um certo medo¿ na população, que viu os direitos individuais serem feridos e ameaças ao Estado democrático de direito. Por isso, o senador alegou ser necessário colocar a PF ¿dentro dos estritos limites da Lei¿. Em conversa com jornalistas, Sarney ainda disse que toda a sociedade deve ficar vigilante.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

O preço da liberdade é a eterna vigilância. O preço do Estado de direito é realmente o permanente controle da sociedade e de todos nós para que ele possa existir. Não devemos de qualquer maneira dormir no sentido de vigiar cada dia, porque isso é a garantia do cidadão. É a garantia da liberdade, disse. [É preciso] colocar a Policia dentro dos estritos limites da Lei, completou.

Sobre a possibilidade de prorrogação da CPI dos Grampos, para apurar as novas informações trazidas pela revista Veja, que acusa o delegado Protógens Queiroz de ter grampeado figuras do alto escalaão da República, como a ministra Dilma Roussef, Sarney disse que somente seus membros podem ser manifestar sobre o assunto.

Questionado sobre a necessidade da criação de um órgão de controle externo para a Polícia Federal, Sarney disse não ter opinião formada sobre o assunto.

    Leia tudo sobre: pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG