BRASÍLIA - O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou, nesta quinta-feira, que vai tomar as providências para investigar a denúncia de que a Casa Legislativa teria custeado despesas de Polícia Militar do Distrito Federal.


Segundo o senador, o convênio da Câmara e do Senado com a PM foi selado durante a Assembléia Constituinte de 1988 e se encerrou em 2007.

"O que for de excesso, se o Senado tiver tido prejuízo, é a hora da gente recuperar. Não pedi à PM que devolva o dinheiro. Pedi que, juridicamente, a gente possa examinar o que foi destinado, recursos gastos em relação ao Senado", explicou Sarney.

Agência Senado
Sarney concede entrevista
Sarney concede entrevista nesta quinta-feira no Senado

A informação, divulgada na edição de hoje do jornal Folha de S. Paulo, afirma que o Senado teria empregado cerca de R$ 3 milhões na manutenção de helicópteros da PM e na compra de cartuchos para armas da corporação, no período entre 2004 e 2007.

Leia mais sobre Senado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.