Sarney prepara discurso para ser lido hoje no plenário

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), prepara, em sua residência, um discurso para ser lido na tarde de hoje no plenário da Casa. Segundo assessores do senador, Sarney abordará em seu discurso a questão da crise no Senado.

Agência Estado |

Os mesmos assessores do senador não sabem dizer, entretanto, se em seu discurso Sarney pretende se antecipar uma defesa no Conselho de Ética. Sarney responde no Conselho de Ética a cinco representações e seis denúncias que o acusam da contratação de aliados e parentes por atos secretos a desvio de dinheiro destinado pela Petrobras à Fundação Sarney para empresas fantasmas.

"Evidente que, dentro desta estratégia do enfrentamento de que o PMDB deve ir à guerra, ele também deve participar. Afinal, é o líder do partido, é o líder desta história. Dentro deste contexto, ele não vai ficar numa posição cômoda, à sombra", disse à Agência Estado um assessor do senador, numa referência à estratégia adotada ontem pelos aliados de Sarney, os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Fernando Collor (PTB-AL), que saíram em defesa do senador quando o peemedebista Pedro Simon (RS) defendeu em plenário a renúncia de Sarney.

Esse será o segundo discurso do senador José Sarney sobre a crise. Um dia antes do início do recesso parlamentar, Sarney fez um balanço do encerramento dos trabalhos do semestre e afirmou que não titubeou em momento algum em tomar as medidas cabíveis em resposta às denúncias de irregularidades que atingiram a instituição. "Os desafios, a carga de trabalho, os insultos, as ameaças não me amedrontaram. Estamos construindo, tenho certeza, um novo Senado", afirmou à época. "As grandes injustiças só podem ser combatidas com o silêncio, a paciência e o tempo", disse, citando o filósofo e estóico Lúcio Séneca (4 a.C-65 d.C).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG