Sarney pede que PGR acompanhe investigações contra ex-diretores do Senado

BRASÍLIA - O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) solicitou na tarde desta terça-feira que o Procurador-geral da República designe um procurador para acompanhar as investigações da Polícia Legislativa sobre as denúncias contra o ex-diretor de Recursos Humanos do Senado, João Carlos Zoghbi.

Carol Pires |

De acordo com reportagem da revista Época, Zoghbi participava de um esquema de desvio de recursos do Senado usando empresas de fachada registradas em nome de uma ex-babá, de 83 anos.

Em entrevista à mesma revista, Zoghbi também acusa o ex-diretor do Senado, Agaciel Maia, de comandar um esquema de desvio de dinheiro na gráfica do Senado, na comunicação social e no serviço de taquigrafia. De acordo com o ex-diretor, os senadores Efraim Moraes (DEM-PB) e Romeu Tuma (PTB-SP) também estariam envolvidos no esquema.

Em nota divulgada à imprensa nesta terça-feira, o presidente José Sarney também critica insinuações publicadas na imprensa de que o processo aberto pela Polícia Legislativa seria engavetado. Segundo Sarney, a Polícia Legislativa esá sujeita à fiscalização do Ministério Público, e os inquéritos só são encerrados pela Justiça, depois de ouvido o ministério Público.

Leia mais sobre: Senado

    Leia tudo sobre: senado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG