Sarney não convenceu, diz líder do DEM

BRASÍLIA - O líder do DEM no Senado, Agripino Maia (RN), disse nesta quarta-feira, após o discurso do presidente José Sarney (PMDB-AP), que o peemedebista fez um ¿voo de pássaro¿ sobre as denúncias, e que não convenceu os senadores de sua inocência nos pedidos de investigação que tramitam no Conselho de Ética da Casa.

Severino Motta, repórter em Brasília |

Ele fez um discurso que relembrou sua vida, mas fez um voo de pássaro sobre as acusações, não foi convincente em nenhum dos pontos. As acusações, como a de seu neto operando crédito consignado no Senado precisam ser esclarecidas com a presença do contraditório, disse.

Agripino disse ainda não acreditar que a paz vai voltar a reinar no plenário da Casa. Segundo ele, o Conselho de Ética vai contaminar os trabalhos legislativos. Além disso, Agripino disse que apesar da boa relação que tem com o presidente não pode deixar que nenhuma das denúncias contra ele sejam amenizadas.

Ele me pediu para agir com o coração, eu bem que gostaria, mas preciso usar a razão.

Leia mais sobre crise no Senado

    Leia tudo sobre: sarneysenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG