Sarney diz que Fundação já prestou contas e que investigação cabe ao TCU

BRASÍLIA - O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse, nesta quinta-feira, no plenário da Casa, que a Fundação José Sarney, da qual é fundador, já prestou contas do patrocínio que recebeu da Petrobras, no valor de R$ 1,3 milhão, através da Lei Rouanet. De acordo com ele, a apuração das irregularidades apontadas pelo jornal O Estado de S.Paulo, de desvio dos recursos para empresas fantasmas, cabe agora ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Severino Motta, repórter em Brasília |

"A prestação de contas já foi entregue ao Ministério da Cultura, e compete ao Tribunal de Contas da União, com qualquer irregularidade, a atribuição de julgar", disse.

Sarney se pronunciou após ouvir o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) dizer que o patrocínio à Fundação é matéria que deve ser apurada pela CPI da Petrobrás, que deve ser instalada na próxima terça-feira.

Além disso, Sarney disse o que constava na nota enviada á imprensa nesta quinta-feira, alegando que apesar de ser fundador da da instituição não faz parte de sua administração e que outros memoriais presidenciais já receberam recursos através da Lei Rouanet para a realização de projetos.

Leia mais sobre: Sarney - Senado

Leia também

    Leia tudo sobre: petrobrassarneytcu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG