Sarney diz que estudará divulgação de notas fiscais

Na primeira entrevista coletiva como presidente do Senado, o senador José Sarney (PMDB-AP), disse na tarde de hoje que, a exemplo do presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), examinará a possibilidade de o Senado passar a divulgar as notas fiscais apresentadas pelos senadores para justificar o gasto da verba indenizatória de R$ 15 mil mensais. Temer pediu ao 1º secretário da Mesa da Câmara, deputado Rafael Guerra (PSDB-MG), um estudo, a ser concluído até a próxima terça-feira, para tornar mais transparentes as informações sobre as notas fiscais dos deputados.

Agência Estado |

Desde o ano passado, Câmara e Senado divulgam informações sobre os gastos dos parlamentares com a verba indenizatória. Trata-se, apenas, do gasto total de cada parlamentar, sem detalhamento, o que torna impossível a verificação da autenticidade da documentação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG