Sarney diz que crise não é só do Brasil, mas de todos os parlamentos

BRASÍLIA - O presidente do Senado tentou afastar a crise do Legislativo brasileiro alegando que os escândalos não são uma exclusividade do Brasil e acontecem também na ¿Espanha, Inglaterra, Argentina e em todos os lugares¿. De acordo com ele, a sociedade da informação permite que interesses de grupo estejam ¿tentando enfraquecer o Legislativo¿.

Severino Motta, repórter em Brasília |

Essa coisa [de publicar as crises do Senado] que estamos vendo só tem uma finalidade, de enfraquecer as instituições Legislativas. No dia em que se enfraquecer o Senado, e muitos estão interessados nisso, as instituições passam a ser exercidas por outros, e não nós. São grupos econômicos e setores radiciais da mídia.

Sarney ainda frisou que a velocidade da informação nos dias atuais cria uma espécie de crise permanente, e que a mídia estaria perguntando se é ela ou parlamentares que detém o poder. A mídia eletrônica pergunta quem representa o povo, nós ou os congressistas, disse.


Leia mais sobre: Sarney - Senado

    Leia tudo sobre: sarney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG