Sarney diz não sentir culpa e reafirma que não sai

BRASÍLIA - Depois de ser absolvido pelo Conselho de Ética, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), voltou a afirmar que não se afastará do comando da Casa, até porque diz não se sentir culpado de nada. Epicentro da crise que atrapalha desde o início do ano a produção da Casa legislativa, Sarney diz que paga um preço por procurar ¿ajeitar¿ a instituição, mas nega que haja pressão por sua saída.

Congresso em Foco |

"Não existe pressão porque eu não me sinto culpado de nada. Estou procurando servir ao País, procurando ajeitar esta Casa. Estou pagando por isso, e vou continuar até o fim, disse Sarney, em entrevista à Globonews. "Não posso deixar [a presidência] porque não me deram nenhuma saída que não de cumprir o meu dever até o fim.

Leia a reportagem completa no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: sarneysenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG