Sarney: comissão definirá proposta de reforma política

O presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), afirmou hoje, em entrevista, que levará adiante a discussão sobre a reforma política, começando por formar uma comissão especial que se encarregará de definir, com base nas propostas existentes, um texto para ser votado. Na terça-feira, os ministros Tarso Genro (Justiça) e José Múcio (Relações Institucionais) apresentaram ao Congresso a proposta do governo de reforma política.

Agência Estado |

Sarney disse nesta quinta-feira que esta e outras propostas que tramitam no Senado serão estudadas pela comissão.

O senador, na mesma entrevista, reafirmou sua posição contrária à entrada da Venezuela no Mercosul, mas assegurou que, no exercício do cargo, não confundirá sua convicção pessoal com o que determina o Regimento do Senado. Embora seja um crítico do estilo do presidente venezuelano, Hugo Chávez, Sarney disse que não agirá para impedir a aprovação do pedido de ingresso da Venezuela no bloco econômico do Cone Sul. "Cumprirei exatamente o que mandam as normas regimentais, independentemente do meu pensamento pessoal", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG