Sarney autoriza nesta tarde abertura de processo contra Zoghbi e Agaciel

BRASÍLIA - O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), vai a assinar na tarde desta segunda-feira ato para a abertura de processo administrativo contra o ex-diretor-geral da Casa, Agaciel Maia, e contra o ex-diretor de Recursos Humanos, João Carlos Zoghbi. Os dois foram apontados pela comissão de sindicãncia que investigou os atos secretos como os responsáveis pela ocultação dos boletins.

Severino Motta, repórter em Brasília |

Caso sejam comprovadas as irregularidades, os dois podem ser demitidos do serviço público e terem suas aposentadorias cassadas. O processo, contudo, não vai ser rápido como foi o trabalho da comissão de sindicância, que durou 14 dias, uma vez que é assegurada a ampla defesa e os dois servidores devem tentar envolver a Justiça no caso ainda durante o decorrer das investigações.

AE
Sarney cumprimenta arcebispo após missa no domingo

A comissão de sindicância que investigou os atos secretos chegou à conclusão que os documentos não eram publicados  por determinação expressão dos ex-diretores. Também foram inocentados os senadores que se beneficiaram dos atos com a contratação de parentes ou apadrinhados políticos.

Isso porque os servidores responsáveis pela investigação não encontraram provas de que os parlamentares fizeram qualquer tipo de pedido no sentido de manter em sigilo as contratações.

Leia também:


Leia mais sobre José Sarney

    Leia tudo sobre: presidênciasarneysenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG