Sarney ajudou aliados e enriqueceu, afirma Marcelo Crivella

BRASÍLIA - Nas últimas eleições para prefeito do Rio de Janeiro, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), integrante da base governista, disputou com adversários o apoio do presidente da República. Teve a companhia do vice, José Alencar, e recebeu de Lula apenas a declaração de que era o seu ¿candidato do coração.

Congresso em Foco |

Derrotado nas eleições depois de envolvido no incidente que cercou o projeto Cimento Social, quando morreram três jovens entregues por um tenente do Exército a traficantes rivais, Crivella se mantém fiel ao presidente Lula e aos programas sociais do atual governo. Mas o senador, líder do PRB, tem visão própria quando o assunto é Senado. Nesta entrevista ao "Congresso em Foco", critica a decisão do presidente do Conselho de Ética, senador Paulo Duque (PMDB-RJ), de arquivar as representações contra Sarney e defende que se busque a verdade, doa a quem doer, custe o que custar.

Leia a reportagem completa no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congresso em focomarcelo crivellasarney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG