Sargento Laci diz que faltou ao trabalho por estar doente

O sargento Laci Marinho de Araújo, que responde processo por deserção do Exército, disse hoje à juíza da Justiça Militar, Zilah Maria Calado Faddu Petersen, no Superior Tribunal Militar (STM), que não voltou a trabalhar porque estava de cama. Laci assumiu publicamente relacionamento homossexual com o também sargento Fernando Alcantara de Figueiredo, que pediu baixa do Exército e está acompanhando o depoimento de Laci no STM.

Agência Estado |

O sargento Laci estava de licença desde 2006 e deveria retornar em abril deste ano. Mas ele alega que não tinha condições de voltar para o quartel porque sofre de crises nervosas e toma quatro medicamentos. Ele afirmou à juíza que apresentou um atestado não homologado pela Junta Médica. Laci disse que nunca se absteve de se tratar, nem de receber a Junta Médica.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG