Sargento homossexual é preso novamente

BRASÍLIA - O sargento Laci Araújo, que em junho deste ano assumiu um relacionamento com o também sargento Fernando Alcântara, foi preso novamente na terça-feira. A prisão deve durar quatro dias.

Agência Brasil |

Acordo Ortográfico

Depois de ser julgado e condenado por deserção no Superior Tribunal Militar (STM), Laci teve concedido pela Corte o direito de recorrer em liberdade por causa de problemas de saúde relacionados à epilepsia e síndrome do pânico.

No entanto, o militar voltou a ser detido. Ao sair da audiência na qual ouviu sua sentença, o sargento foi preso disciplinarmente, sob a alegação de ter feito uma viagem não autorizada em novembro de 2007.

Quando ele saiu do tribunal, havia homens armados esperando para prendê-lo, disse Alcântara, que pediu baixa do Exército em 27 de junho.

Eles estão querendo enlouquecer o Laci para levá-lo ao suicídio, completou o ex-sargento. Ele acusa o Exército de usar práticas de tortura psicológica como na época da ditadura militar.

Em nota, o Comando Militar do Planalto, onde Laci Araújo serve, informou que a punição disciplinar foi aplicada após encerrado o procedimento administrativo no qual foram assegurados ao militar o exercício do contraditório e de ampla defesa.

Leia mais sobre: homossexualidade

    Leia tudo sobre: homossexualidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG