Sargento é preso acusado de fraudes em CNHs no MS

O sargento da Polícia Militar de Campo Grande Henrique Rolland foi preso ontem sob a acusação de atuar no esquema de fraudes em Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) no Mato Grosso do Sul. Segundo denúncia, ele chegou a vender CNH até para cego, conforme escutas telefônicas realizadas pela Polícia Rodoviária Federal durante os últimos 12 meses.

Agência Estado |

Uma auto-escola local é tida como parceira nas negociações do sargento.

Rolland ficou detido ontem no Quartel Geral da Polícia Militar em Campo Grande, de onde foi transferido para o Presídio Militar depois de ser ouvido pela corregedoria da instituição. As gravações foram requisitadas pela promotoria da PM para encaminhamento do processo judicial, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal.

Segundo a denúncia, o PM fazia do Posto Policial da Estação Rodoviária de Campo Grande o local dos golpes e chegou a negociar CNH até por R$ 2.500,00. O caso está incluído em um esquema que provocou a prisão de dezenas de policiais civis, militares e rodoviários federais durante o desencadeamento da "Operação Carta Branca", realizada este mês pela Polícia Federal também em cidades do Rio de Janeiro, Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás, Rondônia e São Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG