SÃO PAULO - O sargento aposentado da Polícia Militar Jairo Francisco Franco, de 46 anos, foi solto na quinta-feira. Ele cumpria prisão temporária de 30 dias no Presídio Romão Gomes da PM, suspeito de ter cometido 13 assassinatos no Parque dos Paturis, em Carapicuíba, na Grande São Paulo.

    A reportagem tentou localizá-lo, mas ele não foi encontrado. Na segunda-feira, ele esteve na Associação de Cabos e Soldados de Osasco e disse ser inocente.

    Das 13 vítimas assassinadas, a maioria era homossexual, de origem humilde e foi encontrada com as calças abaixo do joelho, de costas e com um tiro na cabeça. De acordo com a polícia, o assassino atraia a vítima simulando que teria uma relação sexual com ela e antes que isso acontecesse atirava. O sargento estava fora da corporação desde 1990 e trabalhou em batalhões de Carapicuíba e Osasco. Foi nesse último município que ele também é suspeito de ter cometido outros dois crimes em 2008, um deles contra um homossexual. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia mais sobre: assassinatos em Carapicuíba

      Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.