nova de A Viagem do Elefante - Brasil - iG" /

Saramago destaca linguagem nova de A Viagem do Elefante

Lisboa, 3 dez (EFE) - O prêmio Nobel de Literatura José Saramago destacou hoje que seu último livro, A Viagem do Elefante, mostra um tipo de linguagem nova, já que a doença da qual sofreu durante a elaboração do romance o levou a utilizar frases arcaicas que há décadas não usava. Os humanos são compostos por camadas lingüísticas que aumentam à medida que crescemos. Não falo agora como quando tinha 12 anos.

EFE |

Minha doença revolucionou essa ordem e recuperei frases que há 40 anos não usava", indicou Saramago, que falou hoje em Lisboa sobre seu último trabalho.

O livro conta a história do translado de um elefante de Lisboa a Viena, dado no século XVI pelo rei de Portugal ao arquiduque da Áustria, que, durante a difícil travessia, revela uma história cheia de parábolas sobre a condição humana.

"O leitor é cativado pela trama, mas também pela linguagem, o que considero, de alguma forma, nova", expressou o escritor, de 86 anos, que julgou que a forma na qual se expressa é "o fator surpresa" da última obra.

Para Saramago, o romance, o qual define como "conto", faz sentido pelo triste destino que aguarda o elefante, que atravessa um duro caminho que inclui uma transferência de navio e a difícil tarefa de passar pelos Alpes. EFE atc/db

    Leia tudo sobre: saramago

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG