Lisboa, 22 abr (EFE).- Em entrevista coletiva concedida em Lisboa, o escritor português José Saramago se mostrou crítico ao acordo de unificação ortográfica que Portugal, Brasil e outros países lusófosos desejam implantar.

O escritor disse que o acordo mudaria a cara da língua portuguesa. No entanto, Saramago afirmou que permaneceria escrevendo as suas obras sem incorporar as mudanças de grafia previstas.

A entrevista marcou o retorno do escritor a Portugal, que se mostrou recuperado dos graves problemas de saúde que enfrentou em 2007. Saramago chegou a perder 51 quilos e disse, com seu ácido senso de humor, que tinha a aparência de uma "múmia andante". EFE ecs/bf/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.