SÃO PAULO - A chegada de uma frente fria a São Paulo volta a provocar pancadas de chuva na capital paulista. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), o seu rápido deslocamento não causa grandes transtornos, e deve atingir a zona Leste na próxima hora e se deslocar para o Vale do Paraíba.

A previsão é que na terça uma massa de ar frio avance sobre o Estado de São Paulo, deixando o céu encoberto e com chuvas leves, alternadas com períodos de melhoria. Além disso, as temperaturas ficam bem mais baixas e a sensação será de frio ao longo do dia, com máxima de apenas 20°C.

Durante as chuvas desta tarde, a CET registrou 8 pontos de alagamentos, todos transitáveis. Desse total, apenas 6 permanecem ativos. Além disso, 
o Aeroporto do Campo de Marte registrou ventos de 46,3km/h.

Chuva forte em São Paulo

Chuvas no Sul

O temporal que atinge desde o final de semana o Rio Grande do Sul deixou uma pessoa morta e duas desaparecidas, de acordo com informações da Defesa Civil estadual. 

A Coordenadoria Regional da Defesa Civil informou que está em alerta em oito municípios, prestando atendimento à população. As cidades mais afetadas são Venâncio Aires, Restinga Seca, Montenegro, Santa Cruz do Sul, São Francisco de Paula, Taquari, Herval e Tabaí. Para esta última, a Defesa Civil já está providenciando lonas e telhas para auxiliar as famílias que tiveram suas casas danificadas.

Santa Catarina

Por causa das ventanias e fortes chuvas do fim de semana, as cidades de Antônio Carlos, Chapecó, Biguaçu, Dona Emma, Santa Rosa do Sul e Governador Celso Ramos estão em situação de emergência, segundo informações da Defesa Civil de Santa Catarina. O órgão estima que durante esta segunda-feira o número de cidades nesta situação aumente, assim como os municípios atingidos pelos temporais.

Segundo o órgão, nos últimos dois dias, 33 municípios das regiões oeste, meio-oeste, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e sul foram afetados.

O último boletim aponta que o total de casas danificadas ultrapassa 5 mil e o número de pessoas afetadas chega a mais de 44 mil. Há 1.413 pessoas desalojadas e 2.762 desabrigadas.

Leia também:

Leia mais sobre: chuva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.