São Paulo tem 24 registros de infecção por micobactérias

SÃO PAULO - Um total de 24 casos suspeitos de infecção por micobactérias de crescimento rápido (MCR) foram registrados no Estado de São Paulo até 8 de dezembro de 2008, a maioria (13) após cirurgias para a implantação de próteses nos seios, segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde divulgado antes do ano-novo.

Agência Estado |

O último boletim da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de novembro de 2008, apontava um total de 75 notificações no Brasil, a maioria (17) no Espírito Santo, contra 13 em SP.

Os 24 casos superam ainda as 17 notificações de 2005, último ano em que, segundo a secretaria, houve ocorrência no Estado. A pasta informou ontem que só se manifestaria por meio do boletim.

As micobactérias causam feridas de difícil cicatrização e nódulos. Segundo o informe, falhas na limpeza de materiais cirúrgicos são a provável causa das infecções. Do total notificado em São Paulo, já foram confirmados laboratorialmente 9 casos em Campinas, 7 em Assis, 2 em Indaiatuba, e 1 em Santos. Em agosto de 2008, a secretaria havia feito alerta sobre a doença e lançado em seguida manual sobre prevenção. As informações são do "Jornal da Tarde".

Leia mais sobre: micobactérias 

    Leia tudo sobre: micobactéria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG