SÃO PAULO ¿ Começa nesta segunda-feira, em São Paulo, a 3ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, com obras recentes produzidas no continente que abrangem o tema. Os mais de 40 filmes em exibição ficam em cartaz, com entrada gratuita, até o dia 12 e depois percorrem outras 11 capitais brasileiras.

Haverá a exibição do longa inédito "Deserto Feliz", de Paulo Caldas, vencedor de cinco prêmios no Festival de Gramado, e da série "Marco Universal - Direitos humanos: A Exceção e a Regra", com episódios assinados por Eduardo Escorel, Sangra Kogut, Kiko Goifman, entre outros.

A mostra também traz filmes estrangeiros recentes, como o chileno "Cidade de papel" (2007), de Claudia Sepúlveda Luque; o uruguaio "Crônica de um sonho" (2005), de Mariana Viñoles e Stefano Tononi, e o boliviano "Os esquecidos" (2006), de Jaime Aguirre Peña.

Este último, sobre refugiados guatemaltecos, tem, por acaso, o mesmo nome de um clássico que também será exibido, "Os esquecidos" (1950), do espanhol Luis Buñuel, ambientado em favelas mexicanas.

A obra de Buñuel, aliás, integra retrospectiva histórica de longas sobre a criança e o adolescente, do qual fazem parte filmes de Fernando Birri, Joaquim Pedro de Andrade e Fernando Meirelles. Meirelles participa com "Palace II" (2001), curta que dirigiu ao lado de Katia Lund, parceira de "Cidade de Deus", sobre o desabamento do prédio homônimo na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, que matou oito pessoas em 1998.

Segundo a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, que realiza a mostra, a terceira edição do evento "celebra os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos que em si é um roteiro para a paz da humanidade".

A Declaração Universal foi assinada em 10 de dezembro de 1948 na Assembléia Geral das Nações Unidas e representou "um compromisso com o presente e uma promessa para o futuro" de um mundo que acabara de sair da Segunda Guerra Mundial.

Confira o cronograma do evento pelo País: São Paulo (6 a 12/10, no Cinesesc e Sala Cinemateca Petrobras); Curitiba (7 a 15/10, na Cinemateca de Curitiba); Salvador (10 a 16/10, na Sala Walter da Silveira); Fortaleza (13 a 19/10, no Cine Benjamin Abrahão); Brasília (13 a 19/10, no Centro Cultural Banco do Brasil); Teresina (14 a 19/10, na Sala Torquato Neto/Clube dos Diários); Rio de Janeiro (13 a 19/10, no Centro Cultural Banco do Brasil); Recife (20 a 26/10, no Cinema da Fundação Joaquim Nabuco); Porto Alegre (21 a 27/10, no Cine Santander Cultural); Belém (22/10 a 2/11, no Cine Libero Luxardo); Belo Horizonte (27/10 a 2/11, no Cine Humberto Mauro); e Goiânia (31/10 a 6/11, no Cine Goiânia Ouro).

A programação completa da mostra está disponível no site oficial .

* Com Agência Estado e EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.