São José (SP) tem 1º caso de dengue hemorrágica

Uma das campeãs em casos de dengue no Estado de São Paulo, a cidade de São José do Rio Preto confirmou o primeiro caso de dengue hemorrágica em 2009. Trata-se de uma criança de três anos, que teve alta terça-feira depois de ficar internada nove dias no Hospital Beneficência Portuguesa.

Agência Estado |

O caso só foi divulgado quarta-feira pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, até agora há cinco casos de dengue hemorrágica notificados em todo o Estado, além de 1.397 casos do tipo clássico.

Em Rio Preto, o total chega a 380 casos notificados até quarta-feira. A ocorrência da dengue hemorrágica levou as autoridades sanitárias a tomarem medidas extras de prevenção como a nebulização do hospital onde a criança ficou internada. O coordenador de programa de controle da dengue de Rio Preto, Augusto Azevedo da Silva, disse que a medida se fez necessária para evitar a transmissão do vírus da vítima para outros pacientes internados. Silva não quis confirmar outra suspeita da doença, de uma paciente que deu entrada no Hospital de Base com sangramento nasal e manchas na pele. "Não posso falar sobre este caso ainda", disse.

A menina que teve o diagnóstico confirmado continua sendo monitorada e submetida a tratamento com antibióticos. A mãe dela, Patrícia Forte Souza, descobriu a dengue hemorrágica somente cinco dias depois de a doença da filha ser tratada como uma gripe forte pelos médicos de um pronto-atendimento particular da cidade. Como os sintomas não passaram, ela fez nova consulta, desta vez no hospital, na qual os médicos constataram a dengue hemorrágica.

Segundo Patrícia, a filha então teve de ser internada por três dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pois apresentava sangramento pelo nariz, manchas na pele e vômitos. A família mora no bairro Boa Vista, onde a Vigilância Sanitária realizou operação bloqueio e está em alerta para prevenir novos casos. "Estamos pedindo à população para não acumular os criadouros e estar atenta para os sintomas", afirmou Silva.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG