A prefeitura de Santos, na Baixada Santista, anunciou três novas medidas para intensificar o combate à dengue: um projeto de lei que obriga os responsáveis dos imóveis a receberem os agentes de saúde; uma ação de comunicação com filmes, cartazes; e parceria com as operadoras de telefonia na divulgação de informações e trabalho conjunto com o Exército nos fins de semana. Apenas neste ano, a epidemia de dengue em Santos atingiu 1.

433 pessoas, com dez mortes.

De autoria do prefeito João Paulo Tavares Papa (PMDB), o projeto de lei complementar foi entregue à Câmara de Vereadores e exposto em uma reunião do Comitê Municipal de Mobilização Contra Dengue de Santos. “Os agentes de saúde passarão a atuar como fiscais efetivos”, afirmou o prefeito. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.