FLORIANÓPOLIS - As doações enviadas por outros Estado para Santa Catarina já ocupam todos os espaços disponibilizados pela Defesa Civil catarinense para guardar e separar o material recebido. Até o momento, o Estado tem 100 toneladas de produtos de limpeza e higiene pessoal e 1,5 milhão de toneladas de alimentos para serem distribuídos.

Acordo Ortográfico

Os estoques ainda contam com 1,3 milhão de litros de água. De acordo com a Defesa Civil, outros 60 caminhões com doações e um avião com uma tonelada de alimentos estão a caminho do Estado.

Como não há mais locais para armazenar e fazer a triagem dos donativos, a Defesa Civil de Santa Catarina está orientando os outros Estados do Brasil a só enviar contribuições depois que os representantes do orgão entrarem contato com os governos estaduais.

A Defesa Civil ressalta que não é preciso interromper a arrecadação de donativos, mas as contribuições devem ser encaminhadas para as defesas civis estaduais, que farão a entrega quando o Estado de Santa Catarina solicitar.

O Paraná anunciou nesta quarta o encerramento da campanha de arrecadação de doações para o Estado vizinho. "Apesar de existirem cinco centros de recebimento e distribuição de donativos em Santa Catarina, o volume de donativos arrecadados é tão grande que superou, no momento, as necessidades iminentes dos catarinenses", disse o tenete-coronel Washington Alves da Rosa, chefe da Defesa Civil paranaense, por meio da Agência Estadual de Notícias. 

Entre 50 e 70 municípios catarinenses necessitam de ajuda. As equipes que trabalham para amenizar os estragos causados pelas chuvas somam aproximadamente 12 mil pessoas entre funcionários do governo e voluntários.

As doações em dinheiro para as contas bancárias abertas pela Defesa Civil de Santa Catarina podem continuar sendo feitas. Na tarde de terça-feira, o valor arrecadado supera os R$ 12 milhões.

O Estado também precisa de mais voluntários para ajudar no descarregamento, armazenagem e separação dos donativos para serem distribuídos para os municípios necessitados. A Defesa Civil pede para que os interessados em trabalhar como voluntários no território catarinense cheguem ao Estado já com um local para alojamento definido por conta própria.

Leia também:

Leia mais sobre: chuvas em Santa Catarina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.