Santa Catarina busca turistas no Mercosul para evitar queda nas receitas

BRASÍLIA - Uma campanha publicitária veiculada em países do Mercosul, além do convite para que jornalistas da Agentina, Uruguai, Paraguai e Chile visitem Santa Catarina, está sendo montada pelo governo do Estado para atrair turistas estrangeiros às praias da região. De acordo com o secretário de turismo catarinense, Gilmar Knaesel, pelo menos R$ 1,3 milhão vai ser investido na ação.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico "Conseguimos recursos com o ministério do Turismo e com a Embratur. Vamos fazer uma mídia esclarecedora, não para valorizar a beleza, que todos já conhecem, mas para mostrar que nos pontos turísticos não tivemos problemas e que o Estado já voltou à normalidade", disse.

O turismo representa 7% do PIB de Santa Catarina. Com as enchentes que assolaram o Estado, foi registrada uma queda de 60% no fluxo de turistas em novembro. Knaesel ressaltou que ações se fazem necessárias para que o Santa Catarina não perca ainda mais recursos.

"O turismo é fundamental para a nossa economia, além de receitas para o Estado gera cerca de 10 mil empregos diretos", disse.

Questionado sobre a expectativa de queda no fluxo de turistas em dezembro e sobre o cancelamento de reservas em hotéis devido às enchentes que assolaram a região, o secretário disse não possuir tais dados.

O presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Florianópolis, Tarcísio Schmitt, porém, disse que o setor percebeu uma queda de 15% nas reservas em relação a 2007, e que na semana passada 8% das reservas haviam sido desfeitas.

"A divulgação foi negativa para o Estado, a impressão que se passou foi que todos os locais estavam inundados, o que não aconteceu. Com a volta do sol há uma nova esperança e esperamos ter uma temporada de regular para boa", disse Schmitt.

Turismo interno

Além das ações no Mercosul, a Secretaria de Turismo também vai promover coletivas para a imprensa nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. O objetivo é mostrar a volta da normalidade aos pontos turísticos tradicionais.

Ainda não está definida a veiculação de uma campanha interna para atrair os turistas brasileiros, "mas dependendo da situação, podemos fazer uma", disse Knaesel.

Veja também:

Leia mais sobre: Santa Catarina

    Leia tudo sobre: santa catarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG