O Ministério Público Federal em Jaú (SP) propôs ação judicial contra os empresários Darci Vedoin, Luiz Vedoin e Ronildo de Medeiros, os ex-deputados federais Ildeu Alves de Araújo, Irapuan Teixeira e Wanderval Lima dos Santos e o ex-secretário executivo do Ministério da Saúde Gastão Campos por supostos atos de improbidade na chamada máfia dos sanguessugas, esquema de desvio de verbas na compra de ambulâncias superfaturadas. A Controladoria-Geral da União calcula os prejuízos em R$ 610 mil.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.