Sandra Werneck grava novo longa em favelas do Rio

RIO DE JANEIRO - Numa cena de Sonhos Roubados, novo filme de Sandra Werneck, Jéssica, adolescente pobre de uma favela carioca, chama a amiga Daiane para lhe mostrar um programa que costumava fazer com sua mãe, já morta. Vão para um viaduto da Avenida Brasil e a menina lembra que, na falta de opções de lazer, as duas divertiam-se contando os carros vermelhos que passavam pela via.

Agência Estado |

"O filme mostra a violência sem ser violento", conta Sandra, que ambienta o longa em favelas, mas sem armas e tiroteios. "É uma violência introspectiva." Em "Sonhos Roubados", o ponto de vista é feminino. A história é centrada em três amigas, Jéssica (Nanda Costa), Sabrina (Kika Farias), ambas de 16 anos, e Daiane (Amanda Diniz), de 14, personagens que saíram das páginas de "As Meninas da Esquina", livro de Eliane Trindade.

Sandra o leu quando acabava seu último documentário, "Meninas" (2005), sobre gravidez na adolescência ¿ que sucedeu "Cazuza - O Tempo Não Pára", sucesso visto por três milhões de espectadores. Ela já procurava novo projeto. "Mas já havia interessados no livro. O fato de eu ser mulher foi favorável a mim. Para tratar dessas questões tinha de ser uma mulher."

As tais questões não são estranhas à premiada cineasta, que tem convivido com elas por força de seus documentários ¿ ela começou a filmá-los em 1976, quando estreou com o curta "Bom Dia Brasil", em que acompanhava a trajetória de um migrante nordestino na cidade grande: gravidez precoce (Jéssica tem uma filha, Britney, de 2 anos), prostituição infantil (ela faz programas ocasionalmente, para sustentá-la), violência doméstica (o tio de Daiane, que tem 14 anos, abusa da garota há anos), desestruturação familiar (o pai dela não a assume como tal), envolvimento com criminosos (Sabrina se apaixona por um traficante e engravida dele).

O elenco tem ainda Marieta Severo, que faz Dolores, uma cabeleireira com quem Daiane estabelece uma forte amizade; Nelson Xavier, que é Seu Horácio, avô de Jéssica, que cuida de Britney; Daniel Dantas, o tio pedófilo de Daiane; Ângelo Antônio, o pai com quem Daiane sonha dançar sua valsa de 15 anos; e André Ramiro, comparsa do traficante por quem Sabrina se apaixona. Atores do grupo Nós do Morro, do Morro do Vidigal, fazem papéis secundários.

"Sonhos Roubados" é o quinto longa de Sandra Werneck. O orçamento é de R$ 4 milhões e o roteiro teve tratamentos de Paulo Halm (de "Amores Possíveis" e "Pequeno Dicionário Amoroso", os dois longas de ficção de Sandra anteriores a "Cazuza"), Adriana Falcão e José Joffily.

Leia mais sobre: Sandra Werneck

    Leia tudo sobre: cinema brasileiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG