Salgueiro esperou 16 anos para voltar a ser campeão

O Salgueiro guardava a fome de um jejum de 16 anos pelo título de campeão do Grupo Especial do Rio. A escola de Andaraí levou hoje a taça ao superar em um ponto a bicampeã do carnaval carioca, a Beija-Flor de Nilópolis, com um enredo sobre o tambor.

Agência Estado |

O Salgueiro vencera pela última vez em 1993, cantando a história da viagem do navio Ita de Belém ao Rio, no enredo "Peguei um Ita no Norte". O título de campeão do carnaval de 2009 é o nono da escola desde sua fundação, em 1953.

Decidida a tirar a diferença dos últimos anos, a presidente Regina Duran resolveu levar à Sapucaí o que o Salgueiro tem de melhor: a batucada. Coube ao carnavalesco Renato Lage contar, em 36 alas, a história e as aplicações do instrumento. O Salgueiro fez uma viagem pelo mundo e entre os estilos musicais, em um desfile impecável, com fantasias luxuosas, efeitos especiais e samba-enredo empolgante, cantado pelos integrantes e pelo público. A estrela do desfile foi a bateria de Mestre Marcão, que mesclou os ritmos de timbalada, olodum e candomblé.

As notas mais baixas recebidas pelo Salgueiro foram dois 9,8 - um em enredo e outro na bateria. No total, com 399 pontos, a escola ficou a um ponto da perfeição (400 pontos). Em quatro quesitos, a escola vermelha-e-branca conquistou unânimes notas 10: 'alegorias e adereços', 'fantasias', 'samba-enredo' e 'comissão de frente'. A escola liderou a apuração do início ao fim e terminou com um ponto à frente da vice, a Beija-Flor.

Campeã nos últimos dois anos, a Beija-Flor ficou com o título de vice em 2009, com 398 pontos. A escola de Nilópolis gastou 8 mil litros de água para contar a história do banho. Conquistou três notas 10 unânimes, em 'fantasias', 'samba-enredo' e 'conjunto'.

A disputa pelo terceiro lugar foi apertada, mas virou a favor da tradicional Portela, que obteve 397,9 pontos. A 'harmonia' e 'evolução' da escola de Oswaldo Cruz foram avaliadas como nota 10 por todos os jurados dos dois quesitos. A quarta colocação sobrou para a Vila Isabel, que fez um desfile luxuoso sobre o centenário do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e ficou com 397,6 pontos.

As agremiações foram avaliadas por quatro jurados em cada um dos dez quesitos: alegorias e adereços, enredo, fantasias, harmonia, samba-enredo, conjunto, evolução, comissão de frente, bateria e mestre-sala e porta-bandeira. No total, os desfiles passaram pelo crivo de 40 avaliadores.

    Leia tudo sobre: salgueiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG