SAIBA MAIS-Marina Silva, da luta ambiental ao ministério

13 de maio (Reuters) - A seguir, alguns fatos sobre a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, que renunciou ao cargo nesta terça-feira. -- Marina nasceu no Acre, em 1958, e trabalhou como empregada doméstica e seringueira, antes de conseguir um diploma universitário.

Reuters |

-- Em 1984, ela fundou a Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Acre. Chico Mendes foi o primeiro coordenador da entidade e Marina, a vice-coordenadora.

-- Com Chico Mendes, organizou manifestações pacíficas contra a expulsão das comunidades locais por fazendeiros e madeireiros. Chico Mendes foi morto em 1988, e seu assassinato atraiu atenção mundial à destruição da floresta amazônica.

-- Em 1994, Marina foi eleita pela primeira vez para o Senado. Foi a senadora mais jovem da história da República brasileira e a mais votada de seu Estado. Em 2002, foi reeleita com uma votação quase três vezes maior que a anterior.

-- Em 2003, escolhida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, passou a liderar o Ministério do Meio Ambiente. Na reeleição do presidente Lula, em 2006, permaneceu na pasta.

-- Marina entrou em conflito com outras áreas do governo por projetos de infra-estrutura na floresta amazônica. Seu ministério se enfraqueceu politicamente no começo de 2007, quando Lula dividiu o Ibama para apressar a aprovação de projetos de energia.

-- Problemas de saúde, incluindo doenças tropicais e envenenamento por metais deixaram Marina hospitalizada por longos períodos.

(Reportagem de Stuart Grudgings)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG