Sai edital para prolongamento da Av. Roberto Marinho

A Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) deu prazo até o dia 10 de março para que as empresas interessadas em executar o prolongamento das Avenidas Roberto Marinho e Chucri Zaidan se manifestem, para dar início ao processo de licitação da obra. O edital está disponível desde quarta-feira e a Emurb também definiu uma equipe para analisar as propostas.

Agência Estado |

Hoje, a Avenida Roberto Marinho termina na Avenida Lino de Morais Leme. Com a extensão de 4,5 quilômetros até a Rodovia dos Imigrantes, a Prefeitura pretende melhorar a ligação da zona sul com as vias que levam até o litoral paulista. De acordo com o que já foi anunciado pela Prefeitura, o prolongamento será feito por meio de um túnel, partindo da Avenida Pedro Bueno. Inicialmente, só esta obra está orçada em R$ 1 bilhão, incluídas as desapropriações e as remoções de famílias.

As reformas na região serão financiadas, em grande parte, com recursos dos leilões de venda de Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs), títulos oferecidos pela Prefeitura como forma de antecipação de recursos, autorizando, em troca, o investidor a construir imóveis acima do índice permitido na região da operação urbana.

A ampliação da Roberto Marinho até a Imigrantes e da Avenida Chucri Zaidan até a João Dias está prevista na Operação Urbana Água Espraiada desde 2002. Em maio do ano passado, depois da inauguração da ponte estaiada, a Prefeitura anunciou que iniciaria as obras de prolongamento até dezembro, mas não conseguiu cumprir o prazo.

O projeto foi desenvolvido durante a administração de Marta Suplicy, pelo ex-secretário de Planejamento Jorge Wilheim, autor de outros planos semelhantes para o ordenamento urbano de São Paulo. As operações urbanas estão previstas no Estatuto das Cidades e no Plano Diretor Estratégico de São Paulo.

    Leia tudo sobre: avenida roberto marinho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG