O deputado federal Fernando Gabeira (PV) começou a edição de hoje da série de sabatinas do Grupo Estado com candidatos a prefeito do Rio de Janeiro afirmando que prosperidade (econômica) e segurança são preocupações estratégicas e a saúde é emergencial. Ele pretende combinar o aumento do número de postos de saúde com a ampliação do horário dos já existentes, inclusive para aliviar casos de pessoas que não são realmente de emergência, mas simplesmente buscam atendimento dessa forma.

Segundo Gabeira, há necessidade de mais 150 postos de saúde, mas há restrições orçamentárias, daí a idéia de ampliar os horários nos que já existem.

Como os outros sabatinados pelo Grupo Estado - Marcelo Crivella (PRB), Alessandro Molon (PT) e Eduardo Paes (PMDB) -, Gabeira quer ampliar o uso do programa federal Saúde da Família no Rio e criticou a Cidade da Música, obra da atual gestão na Barra da Tijuca. Para Gabeira, as propostas dos candidatos a prefeito são semelhantes e o eleitor vai escolher em "quem ele confia para implementar" essas proposta.

Ele defendeu a presença de gestores nos hospitais e postos de saúde e a integração informatizada das unidades de saúde. Em relação à segurança, defendeu maior preparação e treinamento da guarda municipal, inteligência e a colocação de informações da prefeitura à disposição das forças de segurança (estaduais e federais inclusive) e medidas como aumento da iluminação na cidade.

Gabeira citou como vocações da cidade "a produção de conhecimento, tecnologia da informação, cultura, finanças, seguros, construção civil e turismo." A reconstrução do porto seria um dos pólos de desenvolvimento que ele pretende fazer, disse, assim como a revitalização do centro da cidade. A série de sabatinas com candidatos à prefeitura do Rio segue amanhã com Solange Amaral (DEM). Na quinta será sabatinado Chico Alencar (PSOL) e, na sexta, Jandira Feghali (PCdoB).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.