erros graves do PT - Brasil - iG" /

Sabatina Estadão: Molon admite erros graves do PT

O candidato do PT a prefeito do Rio, Alessandro Molon, disse que tem orgulho de ser petista, apesar de terem sido cometidos erros graves por dirigentes do partido. A declaração foi dada em sabatina da série realizada pelo Grupo Estado com candidatos à prefeitura do Rio, ao ser questionado sobre os escândalos de 2005 envolvendo o partido, como o mensalão.

Agência Estado |

"Fiquei bastante abalado em 2005 sim", reconheceu. "O PT é maior do que os erros que foram cometidos por dirigentes do partido", afirmou, sem citar nomes.

Segundo Molon, apesar do escândalo, em 2006 o PT "mostrou que é capaz de crescer na adversidade". Ele citou que sua atuação tem sido marcada pela ética e que, se for eleito, vai combater a corrupção e instaurar uma ouvidoria para receber e apurar denúncias contra desvios na prefeitura. Para Molon, "o PT nasceu para mudar a sociedade brasileira" e lembrou o movimento de ética na política. De acordo com ele, quando alguém do PT "comete crimes ou desvios está contribuindo para o fracasso da missão que deu origem ao partido".

O candidato ainda citou pesquisa segundo a qual a maioria dos eleitores do PT não sabe ainda que o partido tem candidato. De acordo com ele, os simpatizantes do PT "não estão desmobilizados, mas desinformados". Sua expectativa é de que, agora que há propaganda eleitoral gratuita na televisão, seu nome fique mais conhecido e ele consiga chegar ao segundo turno. "O segundo turno é outra eleição, inclusive com a participação do presidente Lula", disse.

Dengue

Molon disse ainda que, se eleito, no dia seguinte ao resultado vai chamar os governos federal e estadual para discutir uma ação integrada com o objetivo de evitar uma nova epidemia de dengue na cidade do ano que vem. Molon também defendeu o fim da aprovação automática nas escolas públicas, a integração dos transportes com a adoção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), um tipo de trem urbano, e a construção de moradias populares em locais onde já há infra-estrutura urbana. A sabatina foi realizada na Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Molon foi sabatinado pelo diretor da Sucursal do Rio do Grupo Estado , Marcelo Beraba, e pelos jornalistas do Grupo Estado Irany Tereza e Wilson Tosta.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG