Rússia adia novas regras sobre importação de carnes de aves

MOSCOU (Reuters) - A Rússia anunciou nesta segunda-feira que adiou por um ano a determinação de novas regras que poderiam interromper ou reduzir substancialmente suas importações de carnes de aves em 2009. Uma determinação publicada no site do órgão de direitos do consumidor russo, o Rospotrebnadzor, explica que a determinação de novas regras estabelecendo o nível de cloro em soluções usadas para lavar a carne foi adiada para 1o de janeiro de 2010.

Reuters |

Neste mês o órgão de saúde animal Rosselkhoznadzor afirmou que não emitiria permissões de importações para carne de aves dos Estados Unidos para 2009 até que recebesse uma lista das empresas que não usam cloro em excesso no processamento da carne.

Não ficou claro quando o Rospotrebnadzor poderia retomar a emissão de permissões de importação, e o órgão não pôde ser imediatamente contatado para comentar.

Antes da recente crise financeira, a Rússia era um grande comprador de frango dos EUA, importando 613 mil toneladas até agosto, alta de 12 por cento ante o ano anterior, de acordo com o Conselho Nacional de Frangos dos EUA.

A Rússia tem investido com força para elevar sua produção doméstica de aves e reduziu em 24 por cento uma cota de 2009 para importação de aves, para 952 mil toneladas.

O Brasil, maior exportador mundial de carne de frango, exportou 148 mil toneladas do produto para a Rússia de janeiro a outubro, apesar de não contar com as mesmas facilidades tarifárias recebidas pelas empresas norte-americanas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG