Ruralistas do PR protestam por reintegrações de posse

Integrantes da Sociedade Rural do Oeste do Paraná (SRO) e de outras entidades de classe, além de políticos de oposição ao governo do Estado, fizeram hoje uma grande manifestação em Cascavel, a 500 quilômetros de Curitiba, contra a falta de cumprimento de reintegrações de posse de propriedades agrícolas. Os produtores rurais, que geram emprego e renda e produzem alimentos, estão vivendo sob constante insegurança, reclamou o presidente da SRO, Alessandro Meneghel.

Agência Estado |

Segundo Meneghel, 86 áreas têm mandado de reintegração.

Com caminhões, tratores, colheitadeiras e cavalos, os ruralistas percorreram várias ruas centrais da cidade e concentraram-se na praça da catedral para um ato público. Alguns comerciantes fecharam as portas em apoio. "Queremos mostrar ao governo que a sociedade organizada não agüenta mais baderna no campo, que a sociedade não agüenta mais o não-cumprimento da lei por parte do Estado", afirmou. A região de Cascavel transformou-se numa das que têm mais conflitos fundiários no Paraná. Em 2007, um sem-terra e um segurança de fazenda morreram durante confronto.

Este ano, trabalhadores rurais reclamaram terem sido alvos de uma tentativa violenta de despejo. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública do Paraná disse que, atualmente, 54 áreas estão ocupadas no Estado e contam com mandados de reintegração. Dessas, a secretaria informou que 50 são negociadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), seja para compra ou desapropriação com fins de reforma agrária.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG