Rubéola: Sul e Sudeste não atingem meta de vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação para a Eliminação da Rubéola alcançou 95,2% de cobertura - na faixa etária de 20 a 39 anos em todo o País e de 12 a 19 anos em cinco Estados, atingindo a meta de 95% recomendada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). O resultado, que será divulgado hoje pelo Ministério da Saúde, permitirá que o País dê o primeiro passo para a obtenção do certificado de eliminação de circulação da doença, ainda que a cobertura nas regiões Sul e Sudeste tenha ficado abaixo da meta (92,9% e 94% respectivamente).

Agência Estado |

Em relação ao sexo, os homens também não atingiram a meta (93,1%), enquanto 98,4% das mulheres tomaram a vacina. Segundo o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, essa foi a maior campanha de vacinação de adultos no mundo e foi acompanhada de perto por observadores internacionais de países como China e Índia, que também se preparam para realizar iniciativas dessa magnitude. “O Brasil não vinha conseguindo controlar adequadamente a doença (em 2007 ocorreram surtos da doença em vários Estados, principalmente RS e RJ)”, reconheceu.

Outra dificuldade, para o ministro, era como atrair para os postos de saúde esses jovens adultos. A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Marília Bulhões, detalhou como foi a estratégia para atrair o público-alvo. “Ficou comprovado que não se pode apenas esperar, quando tivermos de vacinar adolescentes e adultos nós temos de ir atrás deles.” A equipes foram até os locais que esses jovens e adultos circulam: praias, estações rodoviárias e de metrô, aeroportos e até mesmo paradas gays. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG