Rua ou esteira?

Rua ou esteira? Por Equipe AE São Paulo, 30 (AE) - A proximidade do verão traz temperaturas mais elevadas no País e bate a vontade de pegar o tênis e sair por aí, correndo num parque, numa ciclovia ou na rua. Respiração ritmada na cadência dos passos, o vento no rosto, os braços para a frente e para trás, ajudando as pernas a avançar metro a metro até o fim.

Agência Estado |

O cérebro começa a liberar endorfina, um neurotransmissor que provoca a sensação de bem-estar e euforia que só quem corre conhece.

Só que, no meio de tudo isso, passa um ônibus do seu lado e lança fumaça preta para cima de você que aspira fuligem, monóxido de carbono e outros poluentes. O vilão também pode ser um buraco. E seu pé cai lá dentro. Dias de molho.

Correr ao ar livre tem vantagens - ainda mais para quem mora numa cidade com belezas naturais e livre de poluição. "Opa! Não é o meu caso", você pensa. "Mesmo assim você quer correr? Vá para a esteira! Sim, pode ser chato, monótono - até um pouco ridículo - correr sem sair do lugar num espaço fechado. Mas a esteira tem muitas vantagens e, em alguns casos, é mais indicada do que correr na rua.O personal trainer Anderson de Oliveira, especialista em corrida e ex-atleta, afirma que o marketing em torno da corrida fez muita gente deixar o sedentarismo. Mas é um marketing pela metade: ressalta os benefícios e esquece de alertar para o risco de lesões.

"Correr na rua exige um trabalho específico de aumento de coordenação e fortalecimento muscular." E esse trabalho é feito... na esteira. Oliveira explica que o equipamento é projetado para aumentar o conforto do atleta. As esteiras mais modernas têm um sistema de amortecimento que diminui o impacto dos pés no solo importantíssimo para evitar o risco de lesões.

"Na rua a sobrecarga nas articulações é muito grande", afirma o personal trainer. Sem uma preparação física adequada, cedo ou tarde, seu joelho ou tornozelos vão sentir e você será forçado a uma "aposentadoria precoce". O especialista conta que uma pessoa de 50 quilos, que corre na faixa de 60% a 70% da sua capacidade máxima, coloca três vezes o seu peso nas articulações. "Se aumenta a velocidade, o impacto pode até dobrar."

Além de proteger as articulações, a esteira facilita os movimentos, exigindo um esforço menor do praticante. "Ela ‘joga’ você para cima e para frente, facilitando a corrida", diz Oliveira. Esse sistema é outro motivo pelo qual a esteira é indicada para iniciantes. O personal trainer diz que correr não é tão simples assim. "O iniciante precisa aprender a coordenar os membros inferiores e superiores." É aprender a correr mesmo.

Depois de se preparar na esteira, o corredor pode ir para a rua. Mas deve escolher bem o local, não muito acidentado, o horário - ideal às 6h ou depois das 19h e nunca esquecer de fazer aquecimento. Todas as precauções tomadas, boa corrida!

Boxe:

ESTEIRA OU RUA?


VANTAGENS DA ESTEIRA
Tem sistema de amortecimento que diminui o risco de lesões nas articulações
Por estar num recinto fechado, o corredor não está exposto a gases poluentes
Independe de tempo bom e temperatura agradável para a prática. Boa para o iniciante se preparar fisicamente

VANTAGENS DA RUA
Por ser num cenário variável, evita a monotonia e tédio de correr num lugar fechado e sem sair do lugar. É mais dinâmico e desafiador. Indicado apenas para os já iniciados na corrida e com preparo físico.

Boxe 2:
PROGRAME-SE
Atenção mulheres. Até o dia 8 de novembro, a Nike, em parceria com a assessoria esportiva 4any1 oferece treinos gratuitos para a última etapa do Circuito Vênus 2008. O evento é exclusivo delas.

Os treinos são dados aos sábados, das 9 às11 horas na entrada da Raia Olímpica da USP, no campus do Butantã, zona oeste de São Paulo. As aulas são divididas em bate - papo, aquecimento, alongamento, treino, desaquecimento e alongamento final.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG