Vítimas de acidente na BR-282 são sepultadas no Rio Grande do Sul

Colisão frontal entre caminhão e ônibus na BR-282 matou 26 pessoas

AE | 06/03/2011 16:18

Compartilhar:

selo

Cerca de 5 mil pessoas passaram entre a madrugada de sábado e a manhã deste domingo pelo velório coletivo de 19 vítimas do acidente que ocorreu na madrugada de sábado, em Descanso (SC). O velório acontece em Linha Salto, no interior de Santo Cristo, noroeste do Rio Grande do Sul. O sepultamento ocorreu nesta tarde no cemitério da cidade, em covas abertas por voluntários durante a tarde de sábado. 

Veja o relato de uma sobrevivente do acidente

Além dos 19 moradores de Linha Salto, outras sete pesoas morreram na tragédia. Duas foram veladas em Giruá, duas em Santa Rosa, uma em Horizontina, cidades da mesma região, e mais duas em Pelotas, na zona sul do Estado.

O acidente

A colisão frontal aconteceu por volta das 3h15, logo depois de uma curva, entre um caminhão bi-trem, que transportava pranchas de madeira, e um ônibus de turismo, da empresa Nyland, que levava 47 passageiros do município de Santo Cristo, no Rio Grande do Sul, em excursão para as cidades de Marechal Cândido Rondon e Pato Bragado, no Paraná. Morreram os motoristas do caminhão e do ônibus e uma passageira do caminhão, além de 23 pessoas que estavam no coletivo.

O ônibus transportava uma equipe de bolão, um esporte muito popular entre idosos no Rio Grande do Sul e semelhante ao boliche e à bocha. Eles iam disputar uma partida amistosa no Paraná e os passageiros eram todos familiares e amigos.

Segundo o governo do Rio Grande do Sul, o ônibus teria como destino final a cidade de Pato Bragado (no oeste do Paraná), levando a equipe que participaria de uma confraternização no Paraná. Na tarde deste sábado, a equipe faria uma partida amistosa com o time do Clube Aliança, em Marechal Cândido Rondon. No domingo, os gaúchos participariam de outro evento esportivo com a equipe de bolão de Pato Bragado.

A tragédia chocou a comunidade de Linha Salto, formada por pequenos agricultores e comerciantes. Entre perplexos e desesperados, os moradores do distrito passaram o sábado no salão comunitário, oferecendo e recebendo consolo em meio a orações e a uma celebração religiosa, na qual o padre leu o nome das vítimas. Um grupo de homens escavou as covas e construiu os túmulos. As prefeituras de Santo Cristo e Santa Rosa e os governos do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina decretaram luto oficial de três dias.

Luto

O governo de Santa Catarina decretou luto de três dias em solidariedade às 26 vítimas do acidente. O governador do Estado, Raimundo Colombo, telefonou para o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, se solidarizando com a tragédia ocorrida em seu território.

O chefe do Executivo catarinense também solicitou que a Defesa Civil de seu Estado, juntamente com os órgãos de Segurança Pública, prestassem todo o apoio às vítimas e seus familiares.

Foto: Arte iG

Localização do município de Descanso, onde ocorreu a colisão

* Com Luciana Cristo, iG Paraná, e Agência Estado

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo