Universidade gaúcha expulsa aluno autor de mensagem homofóbica

Durante eleições em universidade, estudante de medicina difundiu um e-mail contra homossexuais que integravam uma chapa rival

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

A Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) decidiu expulsar o estudante de medicina que, durante eleições estudantis no ano passado, difundiu um e-mail apócrifo contra dois homossexuais que integravam uma das chapas. Ele chamava os gays de ‘escória’ e pedia que fossem tratados “erroneamente” pelos futuros colegas de profissão.

O caso aconteceu em novembro, quando ocorriam as eleições para o Diretório Central de Estudantes (DCE). A chapa que acabaria vencedora tinha dois integrantes assumidamente homossexuais: Igor Rabuske Araujo, 21 anos, e Alex Vicente Spadini,19. Contrariado, um estudante difundiu um e-mail entre os colegas, no qual tratava os gays como “escória” e recomendava aos futuros médicos que, “no momento da consulta de uma bicha, ou recuse-se (pelos meios cabíveis em lei) ou trate-o erroneamente”.

O caso foi denunciado pelo Centro Acadêmico de Medicina à reitoria da UFCSPA, que o encaminhou ao Conselho Universitário. O Consun denunciou o caso na Polícia Federal e deu início a uma sindicância, que identificou o autor das mensagens e recomendou a expulsão.

“Essa expulsão decorre do entendimento do Consun, que é o órgão máximo da instituição, que não aceita este tipo de conduta no âmbito de nossa universidade”, afirma a secretária-chefe dos conselhos da UFCSPA, Olívia Freitas. Segundo ela, a decisão foi tomada no dia 10 de fevereiro, mas a universidade não havia dado publicidade ao caso. A universidade também fez a denúncia à Polícia Federal.


    Leia tudo sobre: espulsãouniversidadehomofobia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG