Tarso manda vice a fórum liberal, que é vaiado ao elogiar Lula

Governador do Rio Grande do Sul foi anunciado na programação, mas resolveu ir a evento de organizações de esquerda

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

Apesar de anunciado na programação, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), não compareceu ao Fórum da Liberdade, tradicional evento empresarial que começou nesta segunda em Porto Alegre. No lugar dele, o vice-governador Beto Grill (PSB) acabou ouvindo vaias da plateia. Mais cedo, Tarso havia participado de um encontro de movimentos sociais, organizado como contraponto ao seminário liberal.

Tarso estava anunciado na programação do Fórum da Liberdade para fazer uma fala de dez minutos na abertura mas, na sua agenda oficial divulgada na noite anterior, não constava a participação no evento realizado na PUC-RS. Procurada, a assessoria de imprensa do governo confirmou que não estava prevista a participação. Realizado desde 1988 pelo Instituto de Estudos Empresariais (IEE), o Fórum da Liberdade é conhecido pelas críticas à esquerda e pela defesa do livre mercado.

Sem a presença de Tarso, coube ao vice-governador Beto Grill fazer a saudação em nome do governo. Durante o discurso, ele foi vaiado três vezes pela plateia, quando defendeu o governo Lula .

Divulgação
Tarso Genro dá palestra em fórum de organizações de esquerda: ele disse que esse é o "verdadeiro fórum da liberdade"
O vice-governador minimizou o episódio. “Porto Alegre se mantém como palco para grandes debates. Há espaço para todos os tipos de ideologias. O dia de hoje é a prova disso. Questões pertinentes são discutidas em qualificados fóruns”, escreveu Beto Grill em sua conta pessoal no Twitter.

Mais cedo, Tarso Genro havia prestigiado a abertura do Fórum da Igualdade, encontro realizado pela Coordenação de Movimentos Sociais (CMS) em contraponto ao Fórum da Liberdade. O encontro das entidades sociais debateu políticas de esquerda para as comunicações. Na abertura do evento, realizado na Assembleia Legislativa, Tarso Genro disse que o neoliberalismo foi o responsável pela crise financeira e que “felizmente tivemos oito anos de um governo que não se rendeu” e implementou um modelo de desenvolvimento econômico e social, em referência ao governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva .

“Temos que partir para soldar no campo democrático progressista, no campo da esquerda, no campo socialista-comunista, no campo progressista da sociedade, um conjunto de fundamentos para a composição desse modelo, que é o controle público do Estado, da sociedade sobre o Estado, a democracia dinâmica e participativa que produza protagonismos na base da sociedade sobre o Estado”, declarou o governador.

Ao final de sua saudação, Tarso Genro ainda saudou os participantes do Fórum da Igualdade. “Este é o verdadeiro fórum da liberdade”, completou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG