MP denuncia policial por morte de boxeador de 17 anos no RS

Policial, que considerava Tairone da Silva um desafeto, foi denunciado por homicídio duplamente qualificado

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

O policial militar que matou a tiros uma jovem promessa do boxe no Rio Grande do Sul, no dia 11 de março, foi denunciado por homicídio duplamente qualificado. A denúncia foi entregue à Justiça pelo Ministério Público na segunda-feira.

Divulgação
Tairone da Silva, boxeador assassinado no Rio Grande do Sul
O policial militar Alexandre Camargo Abe, 29 anos, confessou ter matado a tiros o boxeador Tairone da Silva, 17 anos. O crime aconteceu na cidade de Osório, a cerca de cem quilômetros de Porto Alegre.

Tairone era considerado uma promessa do boxe brasileiro. Aos 17 anos, era campeão brasileiro e sul-americano de sua categoria. Ele estava treinando no centro de esportes da Marinha do Rio de Janeiro para se preparar para competições internacionais, como os Jogos Olímpicos de 2016.

No último dia 11, Tairone visita a família em Osório quando foi morto com dois tiros disparados por Alexandre. Segundo o delegado Celso Ferri, responsável pelo inquérito, o policial militar considerava Tairone um desafeto.

Para o promotor Márcio Roberto de Carvalho, o motivo para o crime foi torpe e não houve chance de defesa à vítima. O policial militar está preso desde o dia 12.

    Leia tudo sobre: boxeadorrio grande do sulcrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG