Motorista que atropelou ciclistas se apresenta e depõe no RS

Vítimas e moradores que presenciaram atropelamento também prestaram depoimento. ¿A imagem da minha mãe voando sobre o carro não me sai da cabeça¿, diz ciclista

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

nullO motorista que atropelou ao menos 15 ciclistas no centro de Porto Alegre (RS), na sexta-feira, se apresentou à Delegacia de Crimes de Trânsito da cidade por volta das 12h desta segunda-feira.

Acompanhado do advogado Luís Fernando Coimbra Albino, Ricardo José Neis, de 47 anos, presta depoimento. Pela manhã, ciclistas e testemunhas do atropelamento compareceram espontaneamente a delegacia e também foram ouvidos pelo delegado Gilberto Almeida Montenegro, responsável pelo caso.

Imagens feitas por um ciclista mostram o momento em que um motorista atropelou o grupo de ciclistas. Com o impacto da batida, alguns foram arremessados e oito tiveram de ser encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). O motorista fugiu sem prestar socorro.

Ricardo Ambus, um dos ciclistas, esteve na delegacia e falou com a reportagem do iG . Ele levou quatro pontos na cabeça e quebrou o braço esquerdo em duas partes após ser atingido pelo veículo de Neis. Ele afirma que houve uma discussão entre os ciclistas e o motorista, mas que, segundo ele, não justifica tal reação. "Até hoje vejo vídeo e fico emocionado. Para mim, ele é um assassino", afirmou.

Melissa Weters foi acompanhada da mãe, Sheila Ramos, prestar depoimento. Sheila foi arremessada sobre o automóvel. "A imagem da minha voando sobre o carro não me sai da cabeça. Foi a primeira vez que vi um milagre na minha vida", se emociona.   

Atropelamento

null

O atropelamento aconteceu após uma discussão do motorista com alguns dos integrantes do grupo Massa Crítica, que defende o uso da bicicleta e combate o uso do automóvel nas ruas da capital gaúcha. Pelo menos 100 ciclistas percorriam a rua José do Patrocínio, no bairro Cidade Baixa. Segundo relato deles e de pedestres que acompanharam a cena, o motorista, de aproximadamente 40 anos, perseguiu o grupo por alguns quarteirões e os atropelou pelas costas.

"Ele acelerou premeditamente e atropelou o grupo inteiro", relata o jornalista Leo Ponso, que estava na calçada observando a passagem das bicicletas e viu o atropelamento. Palito, um dos integrantes do Massa Crítica, estava atrás dos ciclistas e foi um dos primeiros a ser atingido. "O motorista colocou o pé no acelerador e foi. Era gente e bicicleta voando e ele não parava", conta.

Os oito feridos que foram para o hospital, já tiveram alta. 

O delegado Montenegro sugeriu, no domingo, que houve excesso tanto do motorista como dos ciclistas. "Houve uma ação e uma reação. O grupo deveria ter comunicado a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) e a Brigada Militar (BM, a Polícia Militar gaúcha) sobre o passeio. Um para coordenar o trânsito e permitir o amplo direito de ir e vir, o outro para segurança", disse.

    Leia tudo sobre: ciclistasrio grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG